OMS: Gates agora é o segundo maior financiador depois dos EUA

oms financiada gates governo eua
 

Controlar a OMS seria uma grande utopia para sistemas oligarquicos para o domínio. Ainda mais para países onde dominado pelo estado mínimo, entregue ao corporativismo aos seus interesses como é os Estados Unidos da America.

Valemos lembrar que para a criação da ONU e o estabelecimento dentro dos EUA e porquê lá, más já tornando uma situação desconfiável, nada mais e menos do que a Família Rockefeler que doou o terreno, sim as mesma família responsável pelos lobbys do petróleo da mafiosa industria farmacêutica e que de comunistas não possuem nada !

Bem como sendo a própria OMS responsável pela ditadura alimentar do Codex Alimentarius entre outros, em favor das corporações illuminatis capitalistas da América. (Espada de Miguel)

Vejam: Evento 201 – EUA pode ter criado o novo Coronavírus por suas corporações !

– Fornecendo prova de que a independência da Organização Mundial da Saúde (OMS) foi seriamente comprometida, um documento da reunião anual de 2018 da Assembleia Mundial da Saúde (AMS), o órgão de tomada de decisão da OMS, fornece detalhes reveladores de onde vem o financiamento da organização a partir de. 

Durante 2017, o montante total de dinheiro fornecido à OMS pelos países foi superado pelo proveniente de atores não estatais, incluindo a indústria farmacêutica. A Fundação Bill & Melinda Gates contribuiu com quase $ 327 milhões para os Fundos Gerais e Fiduciários da OMS, tornando-se o segundo maior doador geral. As únicas doações para esses fundos, superiores às da Fundação Gates, vieram do governo dos Estados Unidos.   

O dinheiro doado pelos países aos Fundos Gerais e Fiduciários da OMS totalizou US $ 1,06 bilhão em 2017. Isso foi menos do que as contribuições de atores não estatais, que totalizaram US $ 1,08 bilhão. Junto com a Fundação Gates, outras fontes importantes de financiamento incluem a Comissão da UE de Bruxelas, que doou mais de US $ 84 milhões; o ‘Fundo Global de Combate à AIDS, Tuberculose e Malária‘, uma organização que promove o uso de medicamentos anti-retrovirais e outras abordagens farmacêuticas, que contribuiu com mais de US $ 16 milhões; e a UNITAID, outra organização que promove o uso de produtos farmacêuticos, que doou quase US $ 30 milhões.

Doações da indústria farmacêutica e química para a OMS

As indústrias químicas e farmacêuticas multinacionais e seus investidores figuram com destaque nas listas de doadores da OMS. O dinheiro contribuído para o Fundo Geral da OMS por essas fontes durante 2017 incluiu o seguinte:

Bayer AG$ 1.158.060
Bristol-Myers Squibb$ 215.730
Denka Seiken$ 417.324
Eisai$ 280.000
Gilead Sciences$ 3.124.450
GlaxoSmithKline$ 7.365.666
Green Cross Corporation$ 294.582
Hoffman-La Roche$ 6.628.090
Kaketsuken$ 417.324
Merck$ 510.000
Merck Sharp e Dohme Chibret$ 1.652.226
Novartis$ 500.000
Fundação Rockefeller$ 748.945
Sanofi Pasteur$ 9.411.491
Sanofi Aventis$ 2.634.963

Outros doadores proeminentes da OMS durante 2017 incluíram bancos, fundações privadas com links para a indústria farmacêutica e o George Soros Open Society Institute.

Gates tratado como chefe de estado pela OMS  

Com as contribuições fornecidas à OMS pela Fundação Gates agora excedendo as de todos os governos nacionais do mundo, exceto os Estados Unidos, a OMS claramente não tem mais nenhuma independência no campo da saúde. Tendo negociado sua credibilidade científica por financiamento de interesses comerciais, seus conselhos sobre a prevenção e controle de doenças não são confiáveis.

Oms Bill Gates Margaret Chan | Oms: Gates Agora é O Segundo Maior Financiador Depois Dos Eua | Conspiração
oms bill gates margaret chan

O dinheiro doado por Gates, sem dúvida, chama a atenção dele na OMS. Ilustrando até que ponto ele essencialmente ‘capturou‘ a organização, a imagem no topo deste artigo o mostra sentado ao lado de Margaret Chan, Diretora-Geral da OMS entre 2007 e 2017, em uma coletiva de imprensa em Genebra. A influência que Gates ganhou sobre a OMS durante o mandato de Chan levou a que ele fosse rotulado por alguns como “ o médico mais poderoso do mundo ”. Como o Politico apontou , o tamanho de suas contribuições trouxe a ele uma influência descomunal na agenda da OMS. O primeiro indivíduo privado a fazer um discurso principal em uma reunião da WHA, a autoridade de Gates na OMS é comparável à de um chefe de estado.

Nessa situação, não é difícil imaginar que, caso Gates algum dia ameaçasse retirar seu gigantesco financiamento, a OMS inevitavelmente dobraria suas políticas para se adequar à sua vontade. Na verdade, diz-se que a nomeação em 2017 de Tedros Adhanom Ghebreyesus como o novo Diretor-Geral da OMS foi feita com o apoio de Gates.

Claramente, tendo vendido sua alma a Gates e outros doadores de negócios, a OMS não representa mais os interesses dos pacientes. Chegou, portanto, o momento de ser substituído por um novo organismo global com o objetivo de tornar a saúde preventiva natural um direito humano . Alcançar isso exigirá a criação de uma organização verdadeiramente independente. Evitar os erros da OMS e de seus líderes será essencial para o sucesso de tal órgão.


Postagens Relacionadas:

A Máfia na Industria Farmacêutica pelo Grupo Rockefeller

O domínio da Indústria Farmacêutica para o genocídio de milhões

Codex Alimentarius: Controle Alimentar imposto pela Elite da NOM

Sete Curas Naturais para Câncer combatidas pela elite Illuminati